terça-feira, 1 de junho de 2010

VIRGEM TERNO



VIRGEM TERNO
Milene Sarquissiano


Bendigo teu nome, todo dia e toda hora
Como se imaculado santo fosses, e eu,
Beata de ti, crucificada a fazer-te rosário de orações.

Furto de ti todas as chagas, de todas as vidas
Apoderando-me de teus infortúnios todos,
E curo-te com a minha espantosa bondade.

Velo teus passos enquanto me faço caminho
Por onde teus pés nus e sôfregos, peregrinam.

E te espero feito sina, no final do calvário,
Com as mãos sangrando e o olhar sagrado,

Onde virgem terno, eterno irás repousar.

4 comentários:

  1. belo blog, belo post, belo sorriso...
    Maurizio

    ResponderExcluir
  2. Agradeço a visita e o comentário em meu blog Milene
    e mais, pela oportunidade de vir conhecer aq também poesias do Oswaldo Begiato, q foi uma descoberta recente e tem me emocionado muito!

    Suas poesias são igualmente belas
    Parabéns e obrigado pelo convite ^^
    Muita inspiração e muita luz querida.

    ResponderExcluir
  3. oi Milene,

    então...
    vir aqui é muito bom,
    receber tua visita uma honra.
    Obrigado..
    Parabéns pelas tuas belíssimas criações.
    se cuida..
    bjos.w

    ResponderExcluir
  4. Boa desenvoltura sua com as palavras. Bonito poema!

    Abraço!

    ResponderExcluir